Esta dica serve para quem, como eu, fez o download dos 3 ISOs (também servirá para o ISO do DVD) e não conseguiu “bootar” os CDs.

Pré-requisitos: Uma qualquer distribuição de Linux instalada LILO Uma partição que não poderá ser apagada durante a instalação

No meu caso, o meu disco está particionado da seguinte maneira

/dev/hda1 -> swap
/dev/hda2 -> distribuição de linux (e alvo da futura instalação)
/dev/hda3 -> outra distribuição
/dev/hda4 -> dados que costumo manter de instalação para instalação (“montada” em /mnt/hda4)

Após o download das ISOs, é preciso “mountá-las” e copiar o conteúdo para um diretório da partição que não seja apagada durante a instalação.

Exemplo para o primeiro ISO:
# mount -o loop slackware-11.0-install-d1.iso /mnt/cdrom
# cp -R /mnt/cdrom/* /mnt/hda4/slack_inst/.

No fim, em /mnt/hda4/slack_inst estará o conteúdo dos 3 ISOs

Em seguida, é necessário alterar o /etc/lilo.conf de modo a acrescentar uma imagem de instalação.

No meu caso, acrescentei as seguintes linhas:
image = /mnt/hda4/slack_inst/kernels/huge26.s/bzImage
initrd = /mnt/hda4/slack_inst/isolinux/initrd.img
label = INSTALL
root = /dev/ram0
append = “load_ramdisk=1 prompt_ramdisk=0 ramdisk_size=6464 SLACK_KERNEL=huge26.s”
read-write

(Nota: eu escolhi o kernel huge26.s. Podem alterar pelo que quiserem)

Depois pasta executar o comando “lilo” para que as alterações tenham efeito.

Fazemos reboot ao computador e, quando aparecer a tela do LILO, escolhemos a opção “INSTALL”.
Se tudo correu bem, aparece a tela de boot de instalação do slackware. Depois o funcionamento é igual a qualquer instalação de slackware, com umas pequenas alterações:

1) ao escolher de onde queremos instalar o Slackware (CDROM, etc…), escolhemos «INSTALL FROM HARD-DRIVE PARTITION»
Depois, indicamos a partição onde está o conteúdo dos ISOs (no meu caso /dev/hda4) e o diretório das packages (no meu caso /slack_inst/slackware)

2) Na escolha do kernel escolhemos a última opção «SKIP – SKIP THIS MENU (USE DE DEFAULT /boot/vmlinuz)» (Nota: provavelmente, dá para “enganar” criando na mesma partição um directório /cdrom/qqcoisa, mas eu não experimentei). O kernel default instalado é 2.4.33.3.

E pronto: slackware 11.0 instalado. Depois podem (caso queiram), instalar mais packages dos ISOs (eu, por exemplo, instalei o kernel 2.6.17.13).

Espero que esta dica seja útil.

Pedro Filho
http://www.pedrofilho.122mb.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s